热点推荐:
您现在的位置: 外语学习网 >> 葡萄牙语 >> 正文

Sentir e conhecer Macau

2013-11-08 23:29:21  来源: 葡萄牙语 
Macau (Região Administrativa Especial da China), no Delta do Rio Pérola, noSul da China, é uma bela cidade litorânea com uma área de 20 e pouco quilômetros quadrados. Sendo uma cidade onde se cruzam a cultural oriental e ocidental, atraí grande número de turistas. As igrejas, templos, lojas e restaurantes espalhados em diversos lugares demonstram diferentes estilos arquitetônicos, religiões e hábitos e costumes alimentares.

Macau era um pequeno povoado de pescadores. O nome da cidade vem de A-ma, uma deusa respeitada pelos pescadores chineses. Há centenas de anos, quanto os pescadores navegavam no mar sereno, foram pegos de surpresa por uma tempestade. Quando os pescadores se encontravam em perigo, uma jovem a bordo ordenou o fim da tempestade. O mar voltou a serenar e os pescadores retornaram são e salvos ao porto.

A moça que salvou os pecadores subiu a Colina de Barra e desapareceu em meio a uma coroa de luzes sem nada mais dizer. Em sua memória, os pescadores construíram no local o Templo da Deusa de A-ma. Em meados do século 16, quando os portugueses desembarcaram em Macau e perguntaram aos nativos o nome do local. Estes responderam "A-ma". Posteriormente, conforme a fonética da Língua Portuguesa, os portugueses a traduziram A-ma.

A deusa A-ma é o símbolo de bondade, amor, paz, segurança, tranqüilidade e felicidade para os habitantes de Macau. Diariamente, especialmente nas festas, os habitantes locais e turistas visitam o Templo de A-ma para referenciar a deusa A-ma. Quase todos que visitam o lugar sempre queimam um incenso em sua memória. Zhao, da província de Hubei, expressa o seu sentimento feminino quando visita o Templo.

Ela disse: Eu conhecia o Templo da Deusa de A-ma que protege os pescadores.

Macau é o lugar onde se cruzam as culturas chinesa e ocidental. Nos mais de 400 anos, o conato legou muitas coisas para Macau. A turista alemã, Ute Meister, expressou suas impressões.

Ela afirmou: Gosto muito daqui. É um lugar interessante, pois mesclam as características orientais e européias.

A Rua da Igreja de São Paulo é famosa por sua arquitetura que combina diversos estilos chineses e europeus. A obra, projetada por um padre italiano, foi construída no século 17, sendo a maior igreja católica do oriente naquele período. Infelizmente, a igreja foi destruída por um incêndio em 1835. Atualmente, resta apenas a fachada principal e sua base. A cruz que se ergue no alto da fachada, bem como as esculturas de Santa Maria, ladeada por anjos e flores, evidencia o ambiente religioso. Além disso, as esculturas de lesões em perdas mostram a combinação da arte religiosa e a tradicional escultura chinesa em pedras.

Um museu de arte sacra católica, construído na antiga base da igreja de São Paulo, preserva livros, pinturas, esculturas e objetos ritualísticos selecionados entre todas as igrejas e conventos de Macau.

As pessoas podem, tomar café da manhã em restaurantes e bares espalhados pelas ruas e becos. No almoço, elas podem desfrutar dos pratos de carne e produtos marítimos ao estilo português ou chinês. Há também uma infinidade de iguarias servidas nas bancas montadas nos dois lados das ruas.

Macau também dispõe de muitas confeitarias. Depois de provar os sabores locais, os turistas freqüentemente compram bolos para presentear os amigos e parentes. Wu Xiaoni, proprietária de uma famosa confeitaria, falou sobre os seus produtos.

Ela afirmou: Nossos bolos são preparados com amendoim e sementes de vários tipos de frutas. Eles são muito procurados pelos turistas.

Macau atrai muitos turistas pela facilidade das compras. Como o governo local aplica a política de cobrança de impostos baixos, as mercadorias bem variadas que vem em Macau são paradas. Objetos de ouro, relógios, antiquários, eletrodomésticos e cosméticos são facialmente encontrados.

Para impulsionar o desenvolvimento econômico de Macau, em 2003, muitas províncias, municipais centrais e regiões autônomas do interior da China facilitaram a viagem de turistas à localidade. O número de turistas do interior do país cresce diariamente, segundo o subdiretor de Serviços de Alfândega de Macau, Xiu Weiwen.

Ele afirmou: O número de turistas vem crescendo anualmente desde que Macau retornou à soberania da China. Antes de 1999, isto é antes do seu retorno à Pátria, a cidade recebia cerca de um milhão de turistas anualmente. Mas em novembro de 2004, o número saltou para três milhões.
From:http://www.dbfei.com/Article/putaoyayu/201311/8462.html
    尚无数据
    推荐文章
    Copyright © 2012-2014 外语学习网   All rights reserved.